Custos

As cobranças emitidas pelo Registro.br, referentes às tarifas de alocação e manutenção de Recursos de Numeração Internet, são feitas através de boletos bancários. Clique aqui para mais informações.

A alocação de Recursos de Numeração tem um custo e se refere principalmente aos serviços prestados pelo Registro.br. Entre tais serviços estão a resolução DNS, o sistema de administração de IPs e o serviço de diretório whois.

Esses custos variam de acordo com o tipo de organização e quantidade de recursos alocados. E para alguns recursos há um custo recorrente anual a título de manutenção da alocação e por conseguinte acesso aos serviços prestados.

As organizações que recebem endereços IP do Registro.br são classificadas como "ISP" (provedores de serviços e acesso à Internet) ou como "Usuário Final".

Tal classificação é de uso exclusivo junto ao Registro.br e não tem por objetivo determinar o tipo de serviço prestado pela organização.

Provedores de Serviço e Acesso Internet (ISP) são classificados de acordo com a quantidade de endereços IP (IPv4 ou IPv6), a eles alocados. As categorias são: "Nano", "Small/Micro", "Small", "Medium", "Large", "Extra Large" e "Mayor".

Organizações que utilizem os recursos Internet para sua própria infraestrutura somente e não para prover serviços a terceiros são denominadas "Usuários Finais".

Os valores apresentados abaixo são calculados com base nas tarifas de alocação praticadas pelo LACNIC, sob as quais se aplica conversão com base no valor do dólar americano. Em 2019 será utilizado o valor de R$ 3,80.

Para referência histórica, seguem abaixo as tarifas utilizadas para conversão nos últimos 5 anos:

ASN

Alocação de ASN tem um custo inicial de acordo a tabela abaixo. Esse custo é somente inicial, ou seja, não há nenhum outro custo recorrente.

ISPs (provedores de acesso e serviço à Internet) que solicitam ao Registro.br blocos de endereços IP juntamente com o ASN estão isentos do pagamento da taxa de alocação do ASN.

Custo inicial
3.800,00

ISP

Alocação inicial de blocos de endereços IPs para ISPs tem um custo de acordo com a quantidade de endereços que tenha sido solicitado e aprovado.

Posteriormente, as organizações ISPs que contem com alocações de endereços IP deverão pagar uma tarifa de renovação que depende da categoria em que o ISP estará classificado.

A categoria de um ISP é definida pela quantidade total de endereços IP alocados na atualidade.

Alocações adicionais de blocos de endereços IPv4 ou IPv6 a ISPs não têm custo associado no ato do pedido. No entanto, a organização deve estar em dia com suas obrigações junto ao Registro.br. Se ao receber o novo bloco e o titular (entidade) mudar de categoria, o novo valor será cobrado apenas na renovação.

A definição da categoria de um ISP leva em consideração a quantidade de endereços IP alocados na atualidade. São consideradas as quantidades de endereços IPv4 ou IPv6, a que abanger a maior faixa de endereços na definição da categoria.

Por exemplo, uma organização com 2048 endereços IPv4 (prefixo /21) e um bloco de endereços IPv6 de prefixo /32 será considerada na categoria Small/Micro.

A tabela abaixo define as categorias de acordo com a quantidade de endereços IPv4 ou IPv6 alocados:

Importante:

Categoria Tamanho/prefixos Custo inicial/Renovação
NanoIPv4: menor que /22 e IPV6: menor igual que /32 2.280,00
MicroIPv4: menor que /20 e IPV6: menor igual que /32 3.800,00
SmallIPv4: menor que /18 e IPv6: menor igual que /32 7.980,00
MediumIPv4: menor que /16 e IPv6: menor que /30 21.660,00
LargeIPv4: menor que /14 e IPv6: menor que /28 53.200,00
X-LargeIPv4: menor que /12 e IPv6: menor que /26 106.400,00
2X-LargeIPv4: menor que /11 e IPv6: menor que /24 171.000,00
2X-LargeIPv4: menor que 2/11 e IPv6: menor que /24 247.000,00
3X-LargeIPv4: menor que 3/11 e IPv6: menor que /22 323.000,00
3X-LargeIPv4: menor que 4/11 e IPv6: menor que /22 399.000,00

Usuário Final

Alocação de blocos de endereços IP para Usuários Finais tem um custo de acordo com a quantidade de endereços solicitada e aprovada. A tarifa é cobrada por cada ato de alocação, seja inicial ou adicional.

Por exemplo, um titular Usuário Final que solicite um bloco IPv4 com 256 endereços IPs (prefixo /24) e um bloco IPv6 de prefixo /48 pagará uma tarifa de R$ 9.500,00.

Posteriormente, as organizações Usuários Finais que contem com alocações de endereços IP deverão pagar uma tarifa de manutenção de valor fixo e independentemente da quantidade de endereços IP a ela alocados.

A tabela abaixo define as tarifas aplicadas para alocação de endereços IP para titulares Usuário Final:

Tamanho Custo inicial Manutenção anual
IPv4: /24 até /22 e IPv6: /48 até /35 9.500,00 2.280,00
IPv6: maior que /35 até /32 19.000,00 cada /32 IPv6 2.280,00

Tecnologia