Perguntas frequentes

1. Pedido

2. Cobrança

3. Sistema de administração de recursos de numeração

  • 3.1 Porque delegar o DNS reverso?

    Porque essa delegação permite a resolução inversa do IP, ou seja, obtém o nome associado a um endereço IP utilizado por algum computador. Além disso, é importante delegar o DNS reverso porque muitos serviços na Internet, como e-mails por exemplo, checam se a configuração do DNS reverso está correta. Quando não estão, as mensagens podem ser rejeitadas.

  • 3.2 Quem deve delegar o servidor DNS para resolução inversa?

    Os titulares (entidades) que possuam blocos com prefixo menor ou igual a /24.

  • 3.3 Como delegar o DNS reverso (regras p/ menores do que /24)?

    A delegação deve ser feita online pelo ID técnico vinculado ao bloco. Basta conectar-se ao sistema, clicar em "Recursos de Numeração" e em seguida fazer a delegação de acordo com o bloco desejado. Para os blocos menores do que /24, a delegação deve seguir a recomendação da RFC 2317 (Classless IN-ADDR.ARPA delegation (BCP 20)).

  • 3.4 Por que não consigo realizar designações de blocos menores do que /24?

    O sistema somente permite realizar este tipo de designação se houver delegação de DNS reverso no bloco /24 ou superior.

  • 3.6 Como obter informações a respeito de um Bloco IP e/ou ASN?

    As consultas podem ser realizadas no whois. A informação exibida será o titular (entidade) que detém o bloco e os contatos associados. Informações detalhadas sobre um determinado IP somente poderão ser fornecidas pela empresa responsável pelo uso deste bloco.

  • 3.7 Quais são as funções dos contatos do bloco e ASN?

    Contato administrativo do AS: Responsável pela manutenção dos dados de trânsito do AS.

    Contato de segurança do AS: Responsável pela coordenação dos incidentes de segurança relacionados a endereços pertencentes ao AS.

    Contato técnico do Bloco: Responsável pelo gerenciamento do bloco. Somente ele poderá criar, alterar ou remover designações e/ou delegações DNS.]

  • 3.8 Como alterar os contatos do bloco ou do ASN?

    Esta operação somente pode ser feita pelo detentor do contato do titular (entidade). Entre no sistema com identificaçã de usuário e senha, na relação de titulares clique sobre a razão social da empresa detentora dos recursos e em seguida, em "Blocos detidos pelo titular" ou "ASN detidos pelo titular" selecione o recurso e faça a alteração.

  • 3.9 Há alguma outra forma de realizar as designações dos blocos sem que seja pela interface web?

    No momento não há nenhuma outra forma de realizar designações que não através da interface de administração. No entanto, outras interfaces estão em estudo e poderão ser implementadas no futuro.

  • 3.10 Como remover a designação de um bloco fornecido pela operadora?

    Esta operação somente pode ser realizada pelo usuário técnico vinculado ao bloco da operadora. Portanto a solicitação deve ser feita ao contato técnico ou comercial da operadora que presta serviço Internet a sua organização. Em caso que após a solicitação a designação ainda persista solicitamos que nos comunique por email para numeracao@registro.br

  • 3.11 Recebi uma mensagem sobre designação/remoção de blocos do titular. O que isso significa?

    Esta mensagem tem apenas o objetivo de informar que um determinado bloco foi designado para ou removido do titular para o qual você é o usuário de contato. Este processo é realizado pela empresa que recebeu a alocação do Registro.br e com a qual o titular possui ou possuia algum serviço Internet. Mais detalhes sobre o motivo dessa designação ou remoção devem ser obtidas diretamente com a empresa responsável por esta operação.

  • 3.12 É possível transferir um bloco ou ASN?

    Sim. É possível fazer transferência de recursos alocados a uma empresa para outra.

    As transferências podem ocorrer quando empresas realizam alguma negociação de compra ou venda de ativos, clientes e/ou serviços, ou fusão.

    Há também a possibilidade de transferência *direta* de blocos IPv4 mesmo quando não haja negociação como mencionado acima.

    Mais detalhes em: Transferências.

4. Procedimentos administrativos

Tecnologia